Uniftec mais próxima da Coreia do Sul

Após participar de uma Viagem Técnica à Coreia do Sul em 2016, o Reitor do Grupo Uniftec, Claudio Meneguzzi Jr. estreita contato estratégico entre a instituição caxiense e a embaixada brasileira no país asiático. Em visita ao Brasil, Carlos Gorito, assessor para temas educacionais da Embaixada Brasileira na Coreia do Sul, aceitou o convite do Reitor para conhecer a sede da instituição, em Caxias do Sul, onde participou de um encontro com diretores do Grupo.

IMG_5311 Após participar de uma Viagem Técnica à Coreia do Sul em 2016, o Reitor do Grupo Uniftec, Claudio Meneguzzi Jr. estreita contato estratégico entre a instituição caxiense e a embaixada brasileira no país asiático. Em visita ao Brasil, Carlos Gorito, assessor para temas educacionais da Embaixada Brasileira na Coreia do Sul, aceitou o convite do Reitor para conhecer a sede da instituição, em Caxias do Sul, onde participou de um encontro com diretores do Grupo.

Ainda que informal, o encontro que contou com a presença da Diretora do EAD do Grupo Uniftec, Ligia Futterleib, do Diretor do Ilab, Evandro Schenal e do Diretor de Relações Internacionais, Maurício de Barros, teve um objetivo comum: espelhar a qualidade do Ensino Superior sul-coreano e a tecnologia, referências do país, em novas oportunidades aos estudantes do Grupo Uniftec.

 

IMG_5323De acordo com Gorito, ainda é discreta a procura por brasileiros para realizar intercâmbio na Coreia do Sul, sendo maior a procura inversa, de sul-coreanos, interessados em conhecer o Brasil para vivenciar experiências pessoais e profissionais. E o interesse do Uniftec em viabilizar este caminho, recebendo estudantes sul-coreanos e incentivando a ida de estudantes da instituição para intercâmbio e cursos de curta duração no país, é vista com bons olhos pelos envolvidos na parceria.

Após o encontro, o grupo de diretores focará em desenvolver ações para aproximar e inteirar os estudantes do Grupo Uniftec da realidade sul-coreana, entre elas a realização de vídeo conferências com educadores coreanos e estrangeiros de referência que vivem por lá, a divulgação da cultura, inovações tecnológicas e as referências de ensino proporcionadas pelo país estrangeiro.

 

IMG_5327O representante da Embaixada comenta ainda que atualmente não é exigido o visto para entrar na Coreia do Sul e o país conta com 80% dos jovens, entre 18 e 24 anos matriculados em universidades, consideradas referência na área do Ensino Superior, assim como a área da tecnologia, segurança e qualidade de vida.

A partir de todos estes referenciais e diante da realidade nacional, o Reitor do Uniftec busca adaptar o padrão de ensino tradicional da instituição para possibilitar aos estudantes melhor preparo aos desafios do mercado profissional: “O Grupo Uniftec enquanto Instituição de Ensino Superior está dando continuidade ao primeiro contato realizado, ainda na Coreia do Sul, para gradativamente trazer o que tem dado certo lá e referenciar uma nova forma de ensino superior, voltada ao desenvolvimento e inovação”.

 

Ana Paula Boelter
Jornalista |Mtb 14263
Assessoria de Comunicação
Grupo Uniftec
54 3027 1300 R:599
www.fazftec.com.br


Compartilhe com alguém