Uniftec e Sindicato dos Metalúrgicos firmam parceria

Acordo facilita o acesso do setor aos Cursos Técnicos e pode beneficiar mais de cem mil pessoas da região.

A democratização dos cursos técnicos mostra uma opção rápida para driblar o desemprego e aliada ao EaD- Ensino à Distância, reduz custos de deslocamento, possibilitando ao aluno adaptar suas aulas à sua rotina. Pensando nisso e confiantes na retomada econômica da região, o Grupo Uniftec oficializou nova parceria com o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul na última quinta, dia 01, numa negociação que facilita o acesso do setor aos Cursos Tecnológicos na modalidade Ead.

Para o diretor geral e fundador do Grupo Uniftec, Claudio Meneguzzi Junior, o convênio aproxima o setor produtivo do meio acadêmico e reforça o compromisso da instituição com a comunidade e o aprendizado prático. “Entendemos que o mercado busca por profissionais que possam desenvolver autonomia e que invistam em qualificação para se manter atualizados com novas tecnologias. Democratizar o acesso aos cursos tecnológicos contribui para o desenvolvimento do setor e tem como diferencial uma formação rápida e de retorno quase imediato. ”

À frente do sindicato, Claudecir Monsani acredita que a união dos esforços é uma forma de valorizar a mão de obra local, contribuindo para o fortalecimento da categoria. “O acordo beneficiará mais de cem mil pessoas, incluindo sócios e dependentes, e foi pensado levando em conta as necessidades e inovações do mercado atual. Quem ganha é o trabalhador e a cidade.”

Ao todo, o Uniftec ofertará cursos na área de Logística, Jogos Digitais, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho. As aulas estarão disponíveis em uma plataforma integrada ao site do sindicato, com descontos de 15% para quem for sindicalizado e 7% para não-sindicalizados.

Interessados em participar, podem buscar por orientações através do telefone 0800 606 0606 ou diretamente com a sede administrativa do sindicato, que localiza-se na rua Bento Gonçalves, 1513.

Sobre a parceria
Em uma cidade considerada o segundo maior polo metalmecânico do Brasil, a iniciativa é também um incentivo para que os metalúrgicos, uma parcela significativa da população caxiense, busque por crescimento profissional e esteja apta a atender as demandas do setor. Ao considerarmos a lenta recuperação da indústria após o ápice do colapso econômico, entre 2015 e 2016, a democratização dos cursos técnicos se mostra uma opção para driblar o desemprego.

Outro fator relevante é a concorrência crescente na busca por oportunidades de emprego, situação agravada pelos mais de 25 mil postos de trabalho fechados na indústria do município: Segundo dados da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), 25% dos funcionários do setor foram demitidos desde o início da crise.

Grupo UniFtec
Assessoria de Comunicação
Tel: (54) 3027-1300, ramal 599

Compartilhe com alguém