QUINTA RETRÔ: Neil Armstrong e a viagem à Lua

  • 22/07/2021 às 15:37

O dia 20 de julho de 1969 entrou para a história após a missão Apollo 11 ser concluída com sucesso e pousar em solo lunar. Neil Armstrong foi o comandante da missão e o primeiro homem a pisar na Lua. Hoje vamos te contar mais sobre como o “pequeno passo” de Armstrong resultou em um “grande salto para a humanidade”!

Neil Alden Armstrong nasceu em 05 de agosto de 1930 em Wapakoneta, Ohio. Desde a infância Armstrong era considerado extraordinário, no seu primeiro ano escolar leu mais de cem livros e em seu segundo ano foi flagrado pelo seu professor lendo para alunos do quarto ano do ensino fundamental.

Ainda na infância, com 10 anos, Armstrong conseguiu seu primeiro emprego como cortador de grama em um cemitério, recebendo cerca de 10 centavos por hora. Ele ainda trabalhou como auxiliar de padaria, funcionário administrativo de um pequeno mercado e depois de uma loja de construção, além de fazer entregas para uma farmácia.


Com 17 anos Neil ingressou na faculdade através do sistema de bolsas do Programa de Cadetes da Aviação Marinha. No entanto, após um ano e meio teve de interromper os estudos para servir, como piloto de caça, a Marinha americana durante três anos e, por consequência, foi enviado para a Guerra da Coreia.

O ingresso de Armstrong à Marinha ocorreu em 1949, porém sua primeira missão oficial de guerra ocorreu apenas em agosto de 1951. Ao todo, realizou 78 missões durante a Guerra da Coreia, em uma delas, inclusive, teve seu caça danificado e teve de ejetar-se da nave. Neil recebeu a Medalha no Ar por 20 missões de combate. Em 1952, Armstrong foi dispensado e voltou à faculdade para concluir seu curso de Engenharia Aeronáutica.

Ao concluir sua graduação, Armstrong fez um mestrado em Engenharia Aeroespacial e recebeu diversos doutorados honorários. Após formar-se, tornou-se piloto de testes da National Advisory Committee for Aeronautics (NACA), agência que posteriormente deu lugar a NASA. Armstrong testou diversas aeronaves, entre elas estão F100 Super Sabre, Lockheed T-33, o Boeing KC-135 e o X-15, avião que chegava a 7 mil km/h.

No dia 28 de janeiro de 1956, Armstrong casou-se com Janet Shearon, com quem teve três filhos: Eric Alan, Karen e Mark. O casal havia se conhecido durante a faculdade e compartilhavam o entusiasmo pelos estudos.


Quando sua filha tinha dois anos foi diagnosticada com um glioma, uma espécie de tumor maligno localizado no tronco encefálico. Karen lutou contra a doença durante seis meses, porém em 28 de janeiro de 1962, ela falece no chalé da família. Na data, Armstrong estava viajando a trabalho.

No ano posterior à perda de sua filha, visando fazer a diferença para o mundo, Armstrong decidiu ingressar na NASA. Em 1962 realizou sua aplicação, que acabou chegando uma semana após a data limite estipulada. Contudo, um conhecido de Armstrong reconheceu seu nome na aplicação e a colocou junto com as que haviam chegado dentro do prazo. Pouco tempo depois, Armstrong foi convidado para fazer parte da segunda equipe de astronautas da NASA.

Em sua primeira missão espacial, Neil, serviu como comandante da Gemini VIII, o 14º voo do programa espacial tripulado dos Estados Unidos. A tripulação desta missão foi a primeira a unir duas espaçonaves na órbita da Terra, marco vital para o sucesso das futuras missões. Na oportunidade, Armstrong e o piloto David Scott deveriam completar o acoplamento com outra nave no espaço, como parte dos testes para a ida à Lua. Porém um curto-circuito nos propulsores fez com que a nave girasse de forma descontrolada, fazendo com que os pilotos abortassem a missão e realizassem um pouso de emergência.

Em 1969, após muitos testes, Armstrong iria executar a missão que entraria para a história. Ao lado de Michael Collins e Buzz Aldrin, foi selecionado para o primeiro grupo da NASA que iria até a Lua, a Apollo 11.

A espaçonave iniciou a viagem no dia 16 de julho de 1969, sob o comando de Armstrong, que tinha como missão pilotar o Módulo Lunar Eagle e aterriza-lo em segurança. Quatro dias após a decolagem, a nave pouso na Lua e Armstrong e Buzz saíram da nave, enquanto Collins ficou dentro do Módulo. Ao tocar o solo lunar pela primeira vez na história, Armstrong proferiu a frase que entrou para a história: “É um pequeno passo para o homem, mas um grande salto para a humanidade!”.


Os tripulantes da Apollo 11 passaram quase três horas explorando, coletando amostras e fotografando a Lua. A missão foi concluída com sucesso e no dia 24 de julho, 44 horas após a saída da órbita lunar, a nave amerissou no Oceano Pacífico e foi resgatada pelo porta-aviões dos Estados Unidos.

Em decorrência das normas internacionais os astronautas passaram três semanas isolados. Após a quarentena, Armstrong afirmou que não realizaria mais nenhuma viagem ao espaço e um ano após, saiu da Nasa. Neil virou professor de engenharia aeroespacial na Universidade de Cincinnati.

No dia 7 de agosto de 2012, após ser constatado que estava com artérias entupidas, Armstrong passou por uma cirurgia de emergência no coração. Ele acabou falecendo semanas depois, ainda durante a recuperação no hospital, no dia 31 de agosto de 2012.

Já se passaram mais de 59 anos desde que o homem colocou os pés na Lua pela primeira vez, porém os benefícios dessa missão estão presentes na Terra até hoje. Os controles digitais de voos foram utilizados para executar com perfeição o pouso na Lua e hoje em dia foram adaptados para o uso cotidiano nos aviões. A segurança alimentar também foi resultado da expedição na Lua, considerando a preocupação com a infecção alimentar dos astronautas, a NASA desenvolveu o sistema chamado HACCP (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle), que segue sendo utilizado até os dias de hoje.

Fica a dica do Uniftec para quem tem interesse em saber mais sobre a vida de Neil Armstrong: o filme O Primeiro Homem.

________________________________________________________________________________________________________________

A história de Armstrong mostra como o estudo, unido com a dedicação, pode te levar a lugares inimagináveis. Mesmo trabalhando desde jovem, Armstrong não abandonou os estudos e se tornou referência no mundial, deixando benefícios que são usados até hoje na sociedade.

Você se interessou pela trajetória de Armstrong e tem interesse na área? O Uniftec é referência nos cursos de engenharia. Clique no botão abaixo e inscreva-se no vestibular:

Compartilhe com alguém

Código de barras copiado