Quinta Retrô: Henry e a filosofia dos motores Ford

  • 09/12/2021 às 17:43

Um empresário e inventor do século XX chegando a possuir 161 patentes. Ele é o fundador da Ford Motor Company, onde implantou a fabricação em massa. Hoje contaremos a história de Henry Ford

Descendente de belgas e irlandeses, Henry Ford nasceu em Michigan nos Estados Unidos em 30 de julho de 1863. E sua relação com a engenharia mecânica começou cedo, em sua infância fazia a manutenção dos motores das máquinas na fazenda de seu pai.

Aos 16 anos mudou-se para Detroit onde começou a trabalhar em uma oficina mecânica. Posteriormente passou a estudar Engenharia Mecânica e chegou a trabalhar como engenheiro-chefe na Edison Iluminating Company.

Em seu tempo ocioso planejava, projetava e construía peça por peça de veículos à gasolina. Em 1888 decidiu pedir demissão do seu emprego para se tornar fabricante de automóveis. No mesmo ano, Henry casou-se com Clara Jane Bryant.

O seu sonho começa a tomar forma quando abre sua oficina em um pequeno bairro de Detroit. Sem as condições ideais, Ford construiu um quadriciclo que, embora básico, consumia pouco combustível e conquistou clientes.

Assim foi seu início, mas Ford estava muito longe de se conformar. Seu desejo era maior, Ford queria “produzir um carro grande para comportar uma família inteira, mas ao mesmo tempo pequeno para ser guiado e mantido por uma única pessoa”.

1902, esse foi o ano de um dos seus passos mais firmes. Nessa época Henry fundou a Ford Motor Co. A empresa lançou em 1903, um ano após a fundação, o seu primeiro veículo: o “Modelo A”, de dois cilindros.

A criação foi um sucesso e conquistou milhares de clientes. A filosofia de trabalho de Ford foi fundamental para sustentar esse sucesso, a padronização e a produção em massa permitiram a criação de 10 unidades por dia. Ao final do ano a Empresa fechou o caixa com um saldo bastante positivo.

Com o sucesso em seu primeiro modelo a expansão não tardou. Comprou as ações e deu início a produção do Modelo T”, posto no mercado em 1908. Outro fenômeno, comercializado a um valor 850 dólares teve grande procura obrigando Henry a implantar de uma linha de produção. Esse processo revolucionou a produção de automóveis, graças a montagem em série, um novo Ford ficava pronto em pouquíssimo tempo.

A visão empreendedora de Ford teve grande importância em sua jornada, foi com ela que percebeu que outros mercados lucravam com a sua produção. Nesse momento ele adquiriu todos os meios, desde a produção até a entrega do veículo.

Tal ação tornou a Ford Motor um império, em 1928 empregava mais de 200 mil funcionários e produzia mais de 6 mil carros por dia, além de expandir o mercado para caminhões, ônibus e tratores.

Henry Ford ainda abriu, aqui no Brasil, uma indústria para a produção de pneus utilizando os recursos da floresta amazônica, porém esse empreendimento foi encerrado pelo seu neto. Michigan, a cidade em que Henry Ford nasceu também foi a cidade em que ele faleceu. No ano de 1947.

Ford falhou na tentativa de empreender diversas vezes e em uma de suas marcantes frases ele aponta satisfação com suas tentativas:

“O fracasso nada mais é do que uma oportunidade de começar de novo, desta vez de forma inteligente”.

A trajetória de Henry Ford marca a busca por um propósito e a resiliência em continuar tentando mesmo após não conseguir nas primeiras tentativas. O mercado de trabalho em que o Ford acreditou hoje é extremamente abrangente e se você gosta desse assunto o curso de Engenharia Mecânica é uma excelente porta de entrada.

Compartilhe com alguém

Código de barras copiado