Papo de Mercado: Como fazer o seu marketing pessoal?

  • 15/10/2021 às 18:39

Você com certeza já ouviu falar em marketing, esse termo ficou muito conhecido por abordar formas de vender, persuadir, entre diversos outros fatores. Mas o que seria o marketing pessoal? Em termos simples, é uma ferramenta composta por diversas técnicas para você se vender. Com o uso do self marketing você pode criar uma imagem diferenciada, influente e de autoridade.

O mercado de trabalho está cada vez mais disputado, uma graduação está deixando de ser um diferencial para se tornar uma exigência e com isso a pós-graduação tem sido cada vez mais procurada. Com tanta competitividade é necessário saber se vender e convencer as pessoas que você está apto e preparado para a vaga disponível. Utilizando do marketing pessoal você se destaca diante da concorrência e tem oportunidades de emprego melhores.

O primeiro passo para vender melhor sua imagem é permitir que suas capacitações sejam acessíveis a quem busca elas, ou seja, utilize de suas redes sociais para expor seus trabalhos, projetos e portifólio. Inclusive, se você não tem um portifólio, é importante começar por aí, o clássico currículo em grande parte das vezes precisa vir acompanhado de um portifólio, pois é nele que o recrutador observa na prática as suas habilidades.

Pesquisas apontam que 70% dos recrutadores observam as redes sociais dos candidatos, portanto facilitar o caminho deles aos seus trabalhos é uma boa opção. Quando você tem poucas informações publicadas ou não demonstra suas competências os recrutadores podem ficar com um pé atrás. Essa é o que aponta a pesquisa feita pela CareerBuilder.

Como faço o meu marketing pessoal?

Identifique sua missão:

Para investir em seu marketing pessoal, imagine-se como uma empresa: qual a sua missão? Quais são seus valores? É necessário posicionar-se com autoridade sobre esses quesitos.

A missão é o que você pretende entregar para o cliente ou como você pode auxiliar seu cliente seus serviços. Além do que você entrega, a sua missão é o que te move e isso vai nortear a sua estratégia de marketing pessoal.

Os valores é o que você acredita e que passa credibilidade e confiança para o que você faz. Você não gastaria seu dinheiro com um produto de uma empresa com má fama, não é?

Conheça a si mesmo:

Saber das suas capacidades e de seus pontos que necessitam ser melhorados permite que você faça uma análise correta e precisa dos pontos a explorar e como evoluir em um todo. Você pode fazer uma lista com o que te coloca em vantagem de uma pessoa que compete pela mesma promoção que você e as dificuldades que pode ter na disputa.

Utilize as redes sociais:

Como já falamos antes, utilizar as redes sociais para promover seu trabalho é sempre uma boa opção, porém utilizar de seu trabalho para ajudar as pessoas com conteúdos relevantes é tão interessante quanto.

Networking:

Ter conecções é extremamente importante, afinal a indicação é o meio mais assertivo para convencer alguém. No marketing chamamos de Prova Social. Além do convencimento, o networking fará com que você tenha mais oportunidades.

Desenvolva projetos:

Desenvolver ou participar de projetos é fundamental, fazer trabalhos voluntários para ONG’s ou em troca de divulgação podem fazer de seu trabalho reconhecido ou ao menos notado e lembrado.

Saiba argumentar:

Por último é necessário convencer as pessoas de suas capacidades no momento em que conversa com elas. É possível dizer que esse é o momento essencial da venda, pois você deve derrubar todas as possíveis objeções que está pessoa tenha a respeito do seu trabalho e mostrar autoridade no assunto.

Existem algumas técnicas para isso, contar histórias e dar exemplos é uma ótima opção. Há outras formas interessantes de convencer e persuadir, no sentido bom da palavra persuadir, mas sobre esses modelos podemos falar em um próximo Papo de Mercado.

Categorias:

Compartilhe com alguém

Código de barras copiado